Notícias

Os municípios têm até o dia 2 de fevereiro para aderir ao Programa Mais Alfabetização, que tem como objetivo apoiar escolas na alfabetização das turmas do primeiro e segundo ano do ensino fundamental.  Com um investimento de R$ 200 milhões de reais serão contratados assistentes pedagógicos que auxiliarão os professores nas salas de aula.

O repasse será via Programa Dinheiro Direto na Escola (PDDE) e os auxiliares receberão R$ 150 por mês para cada turma em que atuarem, podendo acumular até oito turmas. Não há vínculo empregatício. Os candidatos a assistente devem, obrigatoriamente, passar por um processo de seleção elaborado pelos municípios.

A adesão ao programa se dará em duas etapas: Primeiro, é importante que o município confirme sua participação no programa; na sequência, será aberta a inscrição para as escolas municipais. O prazo para a segunda etapa termina em 9 de fevereiro. Estes processo deverá ser feito através do Sistema Integrado de Monitoramento, Execução e Controle do MEC (SIMEC)

O "Mais Alfabetização" faz parte da Política Nacional de Alfabetização, lançada pelo MEC em 2017 para combater a estagnação dos baixos índices registrados pela Avaliação Nacional de Alfabetização (ANA). O conjunto de iniciativas, que englobam o fortalecimento da gestão das secretarias de educação das escolas e material didático, terá investimento total de R$ 523 milhões.

Fonte: Portal IMAP